Resenha: Melancolia de Agatha de Assis




Informações Técnicas: 
Editora Deuses
108 páginas
Tamanho: 14 X 21
ISBN:  978-85-66754-05-6
É uma antologia reunindo crônicas escritas como cartas. Sobre o comportamento humano diante de uma dor, de uma perda, de uma traição. Melancolia expressa o sentimento humano, tudo o que um dia alguém não ousou gritar ou falar. Além das crônicas, Melancolia vem com um diário. Para que o leitor também possa escrever o que sente… São cartas escritas na maior parte na primeira pessoa, de forma que consigam observar o desabafo nelas através da Melancolia sentida nas partes mais verossímeis de um indivíduo.
Acesse o Skoob da autora e coloque este livro em sua prateleira.

Essa resenha é dedicada com muito amor e carinho, à minha mana Agatha de Assis, que com seu jeito especial de escrever, ilumina à todos ao seu redor, através de sua delicadeza e sensibilidade. 


Melancolia é seu primeiro livro, aqui podemos notar como sua escrita é leve e versátil, sua leitura requer um coração aberto de qualquer barreira. Cada crônica é curta, onde podemos ler numa única tarde. O interessante do livro, é que podemos fazer dele um diário, porque tem espaços onde temos a escolha de traduzir nossos pensamentos sobre cada crônica ou sentimentos de nosso coração. Algumas crônicas relatam um espírito atormentado por sombras e dúvidas, mas que não deixam de ser uma poesia maravilhosa, porque é entre esse jogo de trevas e luz, que encontramos as respostas para nossas perguntas mais íntimas. Seu modo de encarar a realidade, ultrapassa os sentidos normais, temos a visão de muitas escolhas, como a morte, que parece ser fascinante e ao mesmo tempo atormentador, onde podemos perceber que uma alternativa sela todo nosso destino.


A realidade humana é transcrita de modo claro, a perfeição e a imperfeição são conseguidas através de nossas atitudes. Analisando cada crônica com carinho e cuidado, encontramos um grito de alerta sobre nossas vidas, em todos os pontos de vista, é uma leitura doce, suave e ao mesmo tempo tensa, onde a luz e a escuridão se convidam para um duelo. Um dos temas abordados é a loucura, onde vemos numa das crônicas intitulada "Feitos Para Morrer", onde a realidade bruta é destacada, analisando a brevidade da vida. A brevidade das coisas é muita destacada na obra, com muita atenção e sutileza, vemos cada palavra colocada no lugar certo, dando um ar de beleza à narrativa. A angústia e a obsessão são avaliadas na crônica "Uma Bela Mentira", aqui, senti um pouco de mim mesma, pois passei por algo parecido. A perseguição de alguém por nossas vidas, para manipular nossa vida como uma marionete, mas tudo é vencido, graças à força de vontade.


Por falar em força de vontade, esse é um dos temas abordados em outra crônica muito peculiar, chamada "Triunfo, onde podemos ver nossas aspirações ultrapassando a capacidade sobre-humana. Outra qualidade de uma das crônicas, é avaliar a fome que temos em tentar arrancar o melhor das pessoas para nós mesmos, sugando seus desejos. A vitória de sermos libertos dos anseios alheias, é outro tema interessante, aqui vemos alguém ganhando uma batalha. "Menina Travessa" é uma crônica com ar refrescante, que traz a explicação de um amor juvenil, onde a mocinha é uma garota traquina e apaixonada por um anjo de olhos castanhos, capaz de dar-lhe uma nova percepção do mundo do amor. A próxima crônica fala da libertação de uma pessoa que nos acorrentou com suas pretensões, onde depois temos o glória da libertação.


A nobre força que vemos em seus versos, tanta sensibilidade e delicadeza de espírito, mostra a compreensão da alma humana, com seus defeitos e qualidades, notamos a agudeza de nossas atenções. As intenções devassas que ficam entre o bem e o mal, libertadas pelas nossas forças de vontade. A luta constante pelo que é certo e pelo que é errado, mostra como somos capazes de mesmo sendo fracos, de podemos nos reerguer e seguir em frente, numa batalha de sentimentos. Muitas vezes precisamos o sabor do sal para saber que o gosto do açúcar era melhor que ainda, enfrentar as dificuldades para sentir a perfeição divina do ser. As crônicas nos mostram que o mundo de fantasia pode ser cruel, se não estamos atentos à realidade, a vida real não pode ser desconhecida, porque ou você sobrevive ou você morre.


A doçura com que a escritora aborda cada tema é inesquecível, a poesia mesclada com a dureza, é um primor inigualável. Aqui podemos encontrar a beleza com o monstruoso, a sabedoria com a mesquinharia, com toques refinados, onde cada pincelada é perfeita. A autora é de grande talento, realmente, porque nos mostra a realidade das coisas, através da epopéia do dia-a-dia de cada tema abordado. O próximo livro em que a autora trabalha se chama Desolada. Nele, podemos esperar encontrar um pouco mais de sua escrita vívida, misturando fantasia, sobrenatural e a realidade, uma mistura muito marcante. Essa é nossa resenha de hoje, espero que tenham gostado.

Quero agradecer à minha irmã Agatha de Assis, pela linda dedicatória no seu livro Melancolia. Muito obrigada, minha irmã amada e querida, sabe que meu livro será dedicado para você também, te amo muito.

O livro está sendo vendido pelo site da Editora Deuses, clique aqui para comprá-lo!

2 comentários

  1. Mana, que coisa perfeita. Vc soube descrever por inteiro minhas crônicas de tal maneira q nem eu as descreveria, no entanto era tudo isso mesmo que eu queria passar para o leitor. Muito obrigada, sua resenha me emocionou, esta perfeita.

    ResponderExcluir
  2. ficou perfeitamente perfeito
    parabéns bjs

    ResponderExcluir