Entrevista de Mércia Ferreira


Entrevista de Mércia Ferreira



A entrevistada de hoje é Mércia Ferreira, minha amiga e colega de editora na Tribo das Letras. Espero que apreciem a entrevista. Agradeço à Mércia Ferreira por haver cedido essa entrevista para meu blog. Muito obrigada, amada!

SOBRE A AUTORA

Mércia Ferreira

Aos vinte anos, publicando o primeiro livro, sendo este o segundo de sua autoria. Com novos projetos de livro, ama explorar outros gêneros, percorrendo entre romance e suspense. Mas deseja muito escrever ainda histórias infantis. Estudante de Administração Pública e almeja ainda outras formações. Mas escrever é sua maior satisfação, e não pretende parar com seus projetos de escrita em momento algum

“Nem que eu seja minha única leitora ou que ninguém nunca fale o meu nome, escrever é meu refúgio, um mundo novo, o qual se tornou minha casa, e o qual não abandonarei”

Entrevista Blog Amanda Luna DeCarvell



Quando você percebeu que queria ser escritora?

Oi, Amanda! Primeiramente, é um prazer ter esta participação no seu blog.
Bem, creio eu que não é apenas um querer que tenho pela escrita, mas sim um dom que me atrai mais e mais a cada dia. Mas sempre que lia meus livros, ficava imaginando como seria seguir uma trajetória como esta e pensava em como seria a reação das pessoas. A grande realidade é que quando caiu  minha ficha eu já era a escritora que sou hoje, embora a cada dia eu sinta que melhore muito minha escrita. Escrever é como estar preso e se libertar, me levando para longe.

Quais os entretenimentos que te levaram a querer contar histórias?

Como eu cresci afastada de tudo, ficava imaginando ao olhar para pessoas desconhecidas sobre suas histórias e quando comecei a escrever pensei que talvez em algum momento aquilo que escrevo remete alguém a sua própria realidade.
Há um mundo ao nosso redor, e muitas vezes nos privamos de tentar percorre-lo e escrevendo isto se torna tão possível que as pessoas nem imaginam. Mas principalmente o medo e a dor da perda me levaram a este caminho. Sempre busquei me refugiar nos livros e na escrita para tentar esquecer que ao meu redor haviam problemas, os quais não podia resolver.

Seus personagens são inspirados em pessoas reais ou são apenas inventados?

Meus personagens são inteiramente criados. Se em algum momento ele lembrou algo ou alguém, mas foi para alguém que não conheço. Na verdade, no fundo, eles acabam tendo um pouco de mim, pois vêm de dentro. E nem mesmo assim posso dizer que foi inspirado em mim ou em outra pessoa. Eles apenas nascem, como se fossem crianças e vão crescendo, seguindo um ciclo e sua trajetória.

Qual o escritor ou livro te influenciou em querer ser escritora?

Eu passei a adolescência lendo romance policial, e eu amo de paixão. Até hoje, o livro infantil que li foi um chamado: O retalhinho branco. No longo dos anos eu devorei obras dos maravilhosos Sidney Sheldon, Agatha Christie e Nora Roberts, e vendo cada história mais instigante que a outra, e cada letra que eu acompanhava me atraia mais ainda para este mundo literário.

Qual sua história favorita e por que?

Falar de uma história é difícil, pois são muitas. Mas uma em si que me faz lembrar todos os dias e super indicar é a obra: E não sobrou nenhum - Agatha Christie, pois foi aquele livro que me fez acordar na madrugada para ler e decorar falas dele. É uma obra magnifica, para mim a melhor da autora. Livros meus, não fiquem com ciúmes, pois todos são divinos! Há também autores como Augusto Cury e Eduardo Spohr que me fascinam.


Você gosta de passar alguma mensagem nas suas histórias? Que tipo de mensagem?

Amanda, já ouvi muito que minhas história talvez fossem trágicas por conta de traumas ao longo destes 20 anos, mas eu apenas escrevo o que me faz bem. E em se tratar da obra: O Mistério do Alvorada Hotel, vejo que a mensagem que a história marcar muito é a questão da mentira e do interesse, pois graças a esses dois fatores a Carmem não teve o melhor fim. E o mais importante é que no final vem a mensagem do perdão para com os outros. Mas há um romance em construção que não será revelado tão cedo, mas que traz reflexão a princípio sobre a felicidade e vem falar dos obstáculos que passamos para vivermos com um mínimo de conforto e bem estar.

Você faz muita pesquisa para escrever suas histórias?

Na realidade Não. Eu gosto de deixar fluir naturalmente. Pelo gênero que mais gosto de escrever que é Mistério/Suspense algumas pessoas me dizem que assisto muito CSI, o que não é verdade. Eu não paro para assistir muitos programas e nem saio procurando por informações assim, as ideias apenas surgem e as escrevo.

No que começar a escrever afetou em sua vida?

A principio acarretou uma série de críticas em casa quando diziam que eu iria ficar doida na frente do computador e que o que eu fazia tinha nome: depressão. Mas isso nunca passou de uma mentira e de um conceito mal formado. Hoje, todos compreendem o que eu faço e ganhei admiração por isso. E digo, escrever mudou tudo na minha vida de uma forma muito positiva. Me trouxe muitas alegrias e uma paz enorme.

Você costuma escutar músicas para escrever ou prefere silêncio absoluto?

Embora eu não disponha de muito disso, mas o silencio para a minha criação é fundamental. Eu não consigo agir no barulho, nem mesmo com musica ou eu perco total concentração.

Quais os temas que você mais gosta de escrever?

Amanda, eu amo explorar todos os lados possíveis. Estou com o Alvorada sendo trabalhado para publicação pela Tribo das Letras - Selo Métrica e é um Mistério/Suspense, e o livro que estou escrevendo e postando agora que é: Na Calada da Noite, segue a mesma linha, porém tenho A evolução do Amor, que é romance e estou escrevendo o romance surpresa, e estou explorando um pequeno projeto destinado ao público infantil.

Qual gênero você ainda quer escrever qual gênero não pensa em experimentar?

Lógico que gostaria de experimentar escrever o máximo possível de temas, mas um que já não me arrisco, pois tentei na adolescência e não funcionou foi o Hot.

Você tem uma rotina para escrever ou só quando bate a inspiração?

Eu não sou uma pessoa de rotinas. Sou largada e bagunceira. Para conseguir me organizar eu precisaria de uma agenda para minhas agendas. Tipo isso. E como busco liberdade na escrita é aquilo de quando der na telha, aí eu caio escrevendo. Se eu for pegar em um dia de inspiração e ninguém me lembrar que preciso comer e beber, sinto muito mas não sinto que preciso.

Tem medo que algum crítico fale mal de suas histórias?

O medo é algo que nos domina sempre, logo que há públicos e histórias diferentes e exigentes. Não me vejo preparada para ouvir uma crítica ruim, pois geralmente, um bom critico trás uma forma de melhorias. Ele tende a nos dar dicas, mas há críticos que nem entender bem do que se trata e critica apenas pelo puro prazer de deixar o autor para baixo. Desde que a critica venha para acrescentar, sempre será bem vinda, obviamente. Mas sou daquela opinião de: o que em nada nos acrescenta, nenhuma falta nos faz.

Como é a sensação de estar publicando pela primeira vez?

Esta sensação é maravilhosa. Amo cada dia mais saber que meu trabalho foi reconhecido e que em breve todos que quiserem poderá ter meu sonho de livro em mãos. Me sinto cada dia mais acolhida pela minha editora e estou tão alegre com isso que nada desfaz meu sorriso.

Qual o conselho que você dá para quem está começando a escrever?

Meu conselho para quem está começando e para quem ainda não começou por medo dos retornos é que não desistam. A cada vez que desistimos de algo, alguém que nem queria tanto aquilo a conquista e nós vamos ficando para trás. Peço a todos: lutem pelos seus sonhos! Nunca desistam. Se escrever é o que o satisfaz, escreva, se for só ler, leia. Apenas lute pelo que acredita. E nunca, nunquinha nesta vida deixe alguém tomar o que é seu por direito!

Amanda, minha flor, Muito obrigada por esta linda oportunidade! Que cada dia mais você encontre felicidade! Te desejo inúmeras conquistas! Um grande beijo de Amor a todos!


Mércia Ferreira

A Mércia Ferreira tem três obras publicadas no Wattpad, quem se interessar, vai os links. São duas histórias de Mistério/Suspense e uma história mais puxada para o romance.

O Mistério do Alvorada Hotel
 https://www.wattpad.com/story/34438751

Aos que não sabem, onde hoje é alvorada, um dia fora a casa de um dos sócios do hotel: Abraão Cury. Todo o hotel foi planejado pela filha de Abraão, que durante a construção do lugar, sumiu, deixando apenas uma carta dizendo que estava indo embora com um namorado. Treze anos se passaram e Carmem Cury nunca dera sinal de vida. Sumiu para sempre. Porém, embora as esperanças de reencontrá-la sejam quase zeradas, o jogo pode estar prestes a virar com a chegada dos irmãos Ferraz, filhos de Maximiliano Ferraz, o outro sócio do ramo hoteleiro. Álvaro, o primogênito, ao chegar encontra uma menina misteriosa que vira sua cabeça, mas a qual o proibiu de lhe tocar. Seu maior sonho é estudar artes, e se põe a pintar a menina. Alberto é ambicioso e gosta de um jogo sujo, porem, ao ouvir a voz daquela menina, a mesma que nunca vira, se encantou e criou certa possessão por ela. Alberto recebe a proposta do pai de cuidar de negócios ilegais que funcionam por trás da faixada de hotel de família. E uma noticia vinda da Senhora Ferraz faz com que tudo piore. Ernestina Moraes, ao parar em frente ao hotel sente que há uma força ali, sombria, cheia de mágoa e ódio, colocando toda a família Ferraz em risco. Ódio, mágoas e um crime do passado, um culpado, os jogos, um bordel, menores de idade sendo escravizadas sexualmente, um investigador, uma morte e uma médium unidos em um mesmo lugar... Há apenas uma forma de libertar o ser que ali habita. Porém ainda virá muitas surpresas pela frente.

Esse livro será publicado na Bienal do Rio de Janeiro em Setembro, pela editora Tribo das Letras.

Na Calada da Noite
 https://www.wattpad.com/story/40607328

Roger assistiu a uma disputa por um órgão humano dentro de um cemitério na Calada da noite.
Ele era a única testemunha.
Quatro suspeitos.
Um assassinato brutal.
E por trás, um bilhete anônimo.
Um intrincado de fatos, motivos diferentes para o mesmo assassinato e revelações mórbidas sobre uma mesma pessoa.

A Evolução do Amor
https://www.wattpad.com/story/21213728

Adam e Laura acabaram de perder os pais e são deixados em um orfanato, onde sofrem muito e são adotados por famílias diferentes e separados. Nesse meio tempo Adam encontra Diogo e se tornam melhores amigos. O destino desses três está mais que unido por um amor incondicional e inexplicável. Apesar de separados, mas não perdem o contado. Mas o destino os revelará muitas surpresas. Quem realmente foram seus pais? O que eles esconderam desses meninos? Que tipo de pessoas esses dois irmãos se tornarão? São perguntas que só o tempo poderá responder. Esta estória mostrará o valor da amizade em diversos pontos e as barreiras que o amor enfrenta para que se possa ser vivido.

Para quem quiser conhecer o trabalho da Mércia, aqui estão os links de seus trabalhos. Boa diversão, pessoal!

Link de seu perfil pessoal, para quem quiser interagir com a escritora.
https://www.facebook.com/ferreira.fernandes.792
Link de sua página pessoal, para quem quiser saber das novidades da escritora.
https://www.facebook.com/ferreira.fernandes.7920
Link de seu perfil no Wattpad.
http://www.wattpad.com/user/MerciaFerreira


Livro que será lançado pela Editora Tribo das Letras




Aos que não sabem, onde hoje é alvorada, um dia fora a casa de um dos sócios do hotel: Abraão Cury. Todo o hotel foi planejado pela filha de Abraão, que durante a construção do lugar, sumiu, deixando apenas uma carta dizendo que estava indo embora com um namorado. Treze anos se passaram e Carmem Cury nunca dera sinal de vida. Sumiu para sempre. Porém, embora as esperanças de reencontrá-la sejam quase zeradas, o jogo pode estar prestes a virar com a chegada dos irmãos Ferraz, filhos de Maximiliano Ferraz, o outro sócio do ramo hoteleiro. Álvaro, o primogênito, ao chegar encontra uma menina misteriosa que vira sua cabeça, mas a qual o proibiu de lhe tocar. Seu maior sonho é estudar artes, e se põe a pintar a menina. Alberto é ambicioso e gosta de um jogo sujo, porem, ao ouvir a voz daquela menina, a mesma que nunca vira, se encantou e criou certa possessão por ela. Alberto recebe a proposta do pai de cuidar de negócios ilegais que funcionam por trás da faixada de hotel de família. E uma noticia vinda da Senhora Ferraz faz com que tudo piore. Ernestina Moraes, ao parar em frente ao hotel sente que há uma força ali, sombria, cheia de mágoa e ódio, colocando toda a família Ferraz em risco. Ódio, mágoas e um crime do passado, um culpado, os jogos, um bordel, menores de idade sendo escravizadas sexualmente, um investigador, uma morte e uma médium unidos em um mesmo lugar... Há apenas uma forma de libertar o ser que ali habita. Porém ainda virá muitas surpresas pela frente. 

O livro será exposto no Estande da Editora Tribo das Letras, no Bienal do Rio. O livro O Mistério do Alvorada Hotel, da escritora Mércia Ferreira, está exposto lá. A autora terá seu dia de lançamento em 03 de Setembro, às 13:00.


Obrigada, Mércia, pela entrevista! Muito sucesso!

0 comentários