Entrevista de Katerine Grinaldi


 A entrevistada é Katerine Grinaldi, amiga e colega de editora na Tribo das Letras. É uma entrevista muito especial, espero que gostem! Muito obrigada, amada, por haver cedido essa entrevista para meu blog. Muito obrigada mesmo!
Biografia
Nascida e criada no Rio de Janeiro, Katerine Grinaldi já visitou lugares que não estão nos mapas convencionais. Isso graças ao seu amor pela literatura, tanto no ato de ler como no de escrever. Encantada com histórias que fazem pensar e por personagens de apaixonar, Katerine decidiu criar outros mundos para que leitores – como ela - pudessem visitar. Advogada, ela não abandona um de seus maiores prazeres: escrever.
Com quantos anos você começou a escrever?
Aos 12 anos.

Tem algum estilo que ama escrever e outro que nem quer tentar escrever?
Amo escrever qualquer gênero que tenha romance, mas a minha quedinha na hora da escrita é pelo gênero fantasia. Não curto tanto ficção científica, então, acho que é um gênero que não vou tentar escrever.
 
Você se baseia em fatos reais para escrever suas histórias?
Sim. Às vezes um singelo fato do dia-a-dia se transforma em um enredo elaborado e alguns fatos reais acabam aparecendo nos meus livros.

Com quantos anos você leu seu primeiro livro?

Sete? Não lembro exatamente, mas quando era criança eu lia livros infantis, depois quando fiz sete ou oito anos ganhei "O Pequeno Príncipe" e dali continuei no meu vício.

Você gosta de escrever com música ou apenas silêncio?
Música, com certeza. São momentos raros os que eu tiro a música para escrever. 

Você criou alguma fórmula para poder escrever? Ou leu em algum lugar uma dica tão preciosa, que incorporou no seu modo de escrever?
Não. A minha fórmula é ler muito porque assim eu descubro o que me agrada em um livro, o que me desagrada. Então, acho que antes de ser escritora eu gosto de ser leitora. 

Você pesquisa muito antes de escrever alguma coisa em seus livros?

Sim. Sempre. Amo pesquisar. 

Qual foi o personagem que mais lhe deu trabalho de escrever e outro que amou muito descrever?

É complicado responder essa pergunta porque eu poderia revelar algo sobre o triângulo amoroso da Saga A Herdeira, então, saindo pela tangente... Os personagens que eu mais gosto de escrever são a Kate e a Jane, da saga e o Vincent, de Minha Prioridade. Não sei um personagem que tenha sido difícil descrever. 

O que você sente quando está escrevendo um livro que ama muito?
Felicidade? Geralmente eu amo muito todos os trabalhos em que me envolvo, mas sempre tem aquele momento em que quero escrever mais um do que o outro e quando consigo fazer isso, sinto-me feliz, realizada. Escrever é uma diversão para mim.
Você acha que livro digital pode ter o mesmo espaço do livro físico no Brasil?
Acho por causa da mobilidade que ele permite, mas tocar no livro que você ama é como tocar no seu personagem favorito, é como tocar na sua história preferida, tê-lo na estante é a garantia de que você sempre terá ali um amigo para qualquer ocasião.

Quando você precisa escrever e a preguiça bate, como faz para combate-la?
Geralmente não bate a preguiça de escrever. Eu sinto que posso fazer isso o dia todo. A única coisa que me incomoda é a tendinite.

O que mais te cativa ao escrever e o que mais te deixa com os nervos à flor da pele?
Os personagens, descrever a reação dele em determinadas situações. Nervos à flor da pele? Talvez alguns vilões. Só isso. 

Já teve alguma cena que você não parou de gargalhar enquanto escrevia?
Sim, geralmente elas acontecem quando a Jane começa a falar na Saga A Herdeira. Sabe aquela pessoa que sempre tem comentários diferentes? Com uma dose extra de sinceridade? É a Jane e ela me deixa bem alegre com suas gracinhas... rs.

Você faz um roteiro do que vai acontecer no seu livro ou deixa rolar enquanto escreve?

Faço um roteiro, mas muitas coisas acabam mudando até por causa das falas dos personagens e das cenas. Coisas surgem no meio do caminho. Mas tenho pelo menos o final bem estruturado, que é o ponto aonde eu pretendo chegar. 

Qual a dica que dá para o escritor iniciante?
Leia. Pesquise muito antes de começar um livro e sinta a sua história. Antes de qualquer leitor, o escritor tem que ser o primeiro fã da própria obra.

Link do livro A Herdeira no Wattpad
Link do livro A Herdeira no Widbook
Link para o lançamento do livro
Grupo do livro
 Blog de Katerine Grinaldi
http://katerinegrinaldi.blogspot.com.br
Blog do livro de Katerine Grinaldi
Link do livro no Skoob
Livro que será lançado pela Editora Tribo das Letras

Sinopse
Sua herança
Vai chegar.
Aceite a mudança
Quando 21 primaveras completar.
S.D.
Com vinte e um anos e cursando a faculdade de Direito em Forecast, a última coisa que Kate queria era desvendar uma mensagem vinda de sua avó, morta há quatorze anos. Se não bastasse, Kate não poderia ignorar o misterioso homem de olhos azuis que sempre a salva durante os pesadelos e que parece cada vez mais real. Tampouco o novo aluno que, além de flertar com ela de uma maneira inusitada, surge com um importante aviso. Ignorar não parece ser uma opção para Kate que será praticamente obrigada a descobrir qual é a sua herança.

O livro será exposto no Estande da Editora Tribo das Letras, no Bienal do Rio. O livro A Herdeira, da escritora Katerine Grinaldi, está exposto lá. A autora terá seu dia de lançamento em 06 de Setembro, às 17:00.
 Agradeço pela entrevista, Katerine Grinaldi! Muito sucesso!

0 comentários