Entrevista de Barbara Stefane de Oliveira


A entrevistada é Barbara Stefane de Oliveira, minha colega na Editora Tribo das Letras. Muito obrigada por conceder essa entrevista!

Biografia

Me chamo Bárbara Stefane, sou carioca, evangélica, sou apaixonada por livros e filmes. Desde que eu era criança, gostava de viver no mundo da imaginação. Criava várias histórias em minha mente e era quase como se eu vivesse em outra vida. Escrevia mini roteiros e juntamente com meus irmão e minhas amigas, interpretávamos cada cena. Era como uma novela, a cada dia eu escrevia um capítulo novo. Aos 15 anos, escrevi meu primeiro livro de romance, que conta a história de amor entre um principe guerreiro e uma princesa. Amei escrever essa obra, porém ao revisá-la, percebi que eu tinha que melhorar muito em todos os aspectos literários. Entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009, escrevi “Meu conto não é de fadas”. Essa obra se transformou no meu xodó e em novembro de 2014, foi publicada em formato físico pela editora "Novo Romance. Após concluir a obra citada anteriormente, não parei mais.  Escrevi história atrás de história e hoje são 14 obras concluídas, no total (Não são todas apenas de romance). Uma delas,  “Amor entre amigos” já foi publicada pelo Clube de Autores. Enfim, sou uma pessoa que curte livros e filmes de romance, sou fã fanática de Maurício de Souza, amo turma da Mônica jovem, e escrever pra mim é diversão, amo demais.


Você escreve desde pequena?
Sim. Quando eu era criança, escrevia pequenos textos e brincava de interpretá-los com meus irmãos e minhas amigas. Sempre gostei de viver no mundo da imaginação.
Qual o melhor estilo literário para escrever? Ou algum que nem quer tentar?
Não tenho um estilo. Escrevo sobre assuntos variados, mas o estilo que eu mais gosto é romance. Nunca irei tentar escrever livros hot porque não é a minha praia, rs.

Qual o programa de televisão que você gostaria de ser entrevistada?
Pelo programa do Jô Soares. Ele faz perguntas inteligentes e seria uma divulgação legal.

Você tem uma rotina para escrever ou só quando a inspiração bate?
Olha, eu até faço uma rotina, mas raramente a sigo. Sempre aparece uma outra coisa pra fazer, mas posso dizer que escrevo praticamente quase todos os dias.

Qual o primeiro livro que você leu na vida?
Acho que foi a Bíblia Sagrada, rs, não tenho certeza.

Você leva algum tempo para amadurecer a ideia de um livro? Tipo, é meses ou anos?
Depende da história que estou escrevendo. Tenho livros que escrevi em semanas, outros em meses... Tem um que comecei, parei e só terminei quase um ano depois. Sou assim: Estou escrevendo um livro, mas se eu tiver outra ideia melhor, paro, escrevo o outro e termino o que estava escrevendo antes, só depois de não sei quanto tempo.

Teve algum livro ou filme que você leu ou assistiu, que você não gostou e ficou imaginando que poderia fazer algo melhor?
Geralmente imagino outro final quando não gosto muito do final original. Então crio em minha mente outra história, rs.

Tem algum escritor que você admira tanto, que começou a escrever influenciado por ele?
Eu admiro muito a Thalita Rebouças, e escrevi o livro “Amor entre amigos” mostrando o ponto de vista de cada personagem, influenciada pelo livro “Ela disse, ele disse”.

Você teve apoio de alguém ao começar a escrever? De amigos ou de sua família?
Quando comecei a escrever pra valer ninguém sabia, só as pessoas da minha casa e sempre recebi apoio de todos.

Você faz trilha sonora de suas histórias?
Antes eu não fazia, agora faço e gosto demais.

Você pesquisa muito para compor seus livros? O que, por exemplo?
Sim, com certeza. Nesse meu novo livro, fiz várias pesquisas sobre como funciona um set de filmagem e sobre a lei aplicada num tipo de crime que acontece na história (Não posso dar spoiler, rs).

Qual foi o livro mais difícil de escrever? E por que?
O mais difícil foi meu 1° livro “Meu conto não é de fadas”. Foi um pouco complicado porque envolve muitos personagens e devido ao enredo dele, tive que tomar um cuidado redobrado para não deixar furos, até porque esse livro possui final opcional.

Você costuma ser muito crítica com suas histórias?
Sim, bastante. Cobro muito de mim e sempre me coloco no lugar dos leitores.

Você já recebeu uma crítica por demais negativa que te deixou triste?
Recebi sim. Primeiro fiquei triste, frustrada... Mas depois reli e tirei coisas positivas dessa crítica. Assim melhorei o meu livro e fiz a 2° edição dele.

Qual a dica para o escritor que está iniciando no mundo da literatura?
Acredite sempre no seu potencial, transforme as críticas negativas em aprendizado para trabalhar cada vez melhor e o mais importante: Trate sempre bem os seus leitores, eles são vip.

Link da Autora no Wattpad
Link do Livro Vida de Estrela no Wattpad
Link do Livro Amor Entre Amigos no Wattpad
Link do Meu Conto Não é de Fadas no Wattpad
Fan Page da Escritora no Facebook
Grupo da Escritora no Facebook
Site da Escritora
Contato da Escritora



Livro que será lançado pela Editora Tribo das Letras



Sinopse
Mia Stuart e fama são duas coisas que nasceram juntas. Ela é uma linda atriz, no entanto o que tem de famosa tem de presunçosa, vaidosa e cheia de si.  Preocupa-se apenas consigo mesma e com o sucesso, não mede esforços para alcançar seus objetivos e é capaz de passar por cima de quem estiver pelo seu caminho. Brian Wikessen é um ator iniciante, grande fã de Mia. Ele fica radiante ao conseguir realizar o sonho de fazer par romântico com sua diva, entretanto Mia sente-se ameaçada, pois Brian chega ofuscando todo o seu brilho. A estrela percebe que Brian é apaixonado por ela e desesperada decide usar os sentimentos verdadeiros do rapaz como escada para voltar ao auge. Ele sem perceber, acabará se envolvendo nas armações da atriz e se metendo em confusões, contudo essa paixão poderá custar sua carreira. Uma história de humor e romance, onde uma segunda chance pode não ser possível.



O livro será exposto no Estande da Editora Tribo das Letras, no Bienal do Rio.

Muito obrigada pela entrevista, amiga, muito sucesso!





0 comentários